Zilvinas Kempinas, Spin #1, 2021. Vídeo | video. 1920 x 1080 px

A Galeria Leme apresenta pela primeira vez seu acervo de arte digital em NFT.  Com obras de artistas contemporâneos representados pela Leme NFT como Eduardo Kac, Gustavo Von Ha, João Angelini, Luiz Braga, José Carlos Martinat e Zilvinas Kempinas, a apresentação busca dar visibilidade à produção de arte digital e fortalecer este setor no Brasil. A abertura será dia 29 de janeiro, das 10 às 17 horas, e segue aberta ao público até 5 de fevereiro. Ao longo da semana, a equipe estará disponível para tirar dúvidas e conversar com o público a respeito deste mercado em ascensão.

Os trabalhos exibidos estão na fronteira entre o material e o imaterial, o mundo físico e o digital e ora criam uma relação de convergência e assimilação entre as poéticas desenvolvidas pelos artistas e as novas tecnologias, ora apresentam contradições e atritos.

“O intuito é abrir nosso acervo de arte digital para aproximar o público a esta produção. Ao mesmo tempo, queremos mostrar como elas podem ser exibidas de diversas maneiras”, comenta Franco Leme, idealizador da iniciativa.