Galeria Leme

English Instagram
+ Exposições

Os Catamoscas Fernanda Chieco

12.08.09 _ 19.09.09

Close Up 14 da série Catando Moscas, 2009

Os Catamoscas – primeira exposição individual da artista na Galeria Leme – é uma série de trabalhos inéditos, na qual a artista investiga o conceito amplamente difundido de que a língua é o músculo mais forte do corpo humano e o único que não fadiga. Nesse sentido, ela explora a presença imprescindível deste órgão na construção de sistemas físicos e conceituais.

A exposição é protagonizada pelo trabalho homônimo à série: um desenho que ocupa uma faixa horizontal de dez metros de comprimento no espaço central da galeria, e onde um homem e uma mulher compartilham uma única língua. A partir daí, o conceito se ramifica para os outros trabalhos.

Nessa série, o bestiário de Fernanda Chieco é composto por animais que contracenam com seres humanos, e cujas línguas são prolongadas ad infinitum: o sapo é umedecido pela saliva derivada de um emaranhado de línguas; a ovelha bloqueia a saída alternativa das línguas de pessoas desprovidas de cavidade bucal; a vibração de línguas gera um campo supercondutor para fazer levitar o preá; línguas investigam a queda da ave e estimulam a memória do peixe bicéfalo, dentre outros.

Os trabalhos de Fernanda Chieco ocupam o espaço da Galeria Leme de forma ao mesmo tempo silenciosa e imperativa. Neles, os corpos humanos são representados como peças de um jogo, com funções bem determinadas e pouca ou quase nenhuma flexibilidade. Os indivíduos representados nos desenhos são obedientes, coniventes e “performam” de maneira coerente com a idéia definida pela artista. Apesar de estarem juntos, são completamente estranhos uns aos outros. A atividade em comum é o ponto de conexão entre eles.

Sobre a artista:

Fernanda Chieco (São Paulo, 1976). Vive e trabalha em São Paulo, Brasil

Graduada em Artes Plásticas pela ECA-USP e pós-graduada pelo Goldsmiths College, em Londres. Participou de diversas exposições e residências internacionais, destacando-se o seu trabalho no Irish Museum of Modern Art, na Irlanda, e no Spike Island, na Inglaterra.

Exposições recentes:Os Catamoscas, Galeria Leme, São Paulo, Brasil (2009); Gallery 32, Embaixada Brasileira, Londres, RU; Gallery Maskara, Mumbai, Índia; Passed as Present, Coleção Lodevans, York Art Gallery, York, RU (2008); Process Room, IMMA, Dublin, Irlanda; Don’t Box Me In, Galeria Leme, São Paulo, Brasil; Rendez-Vous, Ecole Nationale des Beaux Arts de Lyon, Lyon, França; The End Begins, The Hospital, Londres, RU; More Heat Than Light, Basement Gallery, Dundalk, Irlanda; Por um Fio, CPFL, Campinas; Paço das Artes, São Paulo, Brasil (2007)