Galeria Leme

English Instagram
+ Exposições

Henry Krokatsis

23.06.10 _ 08.05.10

Sem Título, 2010

A Galeria Leme apresenta a exposição individual do artista inglês Henry Krokatsis. O artista resgata uma ampla variedade de objetos descartados e materiais arruinados incluindo madeira, vidro quebrado, espelhos e velas votivas usadas.

A partir desses objetos familiares, retirados da obscuridade, Krokatsis cria novos contextos e propósitos, reinstalando-os em objetos com valor alterado.

A obra central da exposição é uma enorme peça de chão intitulada “1-60, 60 to 1”, que usa o elaborado padrão do piso de madeira da sala de jantar da Escola de Equitação Espanhola de Viena, Áustria.

No entanto, ao invés de usar as melhores madeiras, o artista utiliza materiais que foram descartados, encontrados nas ruas de Londres. Restos de madeira, guarda-roupas jogados fora, armários de cozinha quebrados foram recolhidos, desmontados e cuidadosamente cortados em milhares de pedaços, chanfrados e colocados em um padrão intrincado, tudo à mão.

O trabalho, ao mesmo tempo funcional e subversivo, faz referência a objetos tão diversos como as obras de chão minimalistas de Carl Andre e a arquitetura esquizofrênica de Karl Junker.

O título da obra vem de uma expressão utilizada em apostas. 60/1 mostra as probabilidades em uma aposta, isto é, a cada libra apostada em um cavalo, o ganhador leva 60 libras. Enquanto que 1-60 mostra como as peças foram organizadas, em painéis numerados de 1 a 60. A ideia é que o material para o chão foi encontrado ao acaso e depois de ordenado transformou-se em 60.

Também será apresentada uma série de trabalhos construídos com espelhos encontrados.  Esses espelhos chanfrados eram uma característica comum das casas do subúrbio inglês entre os anos 1920 e 1960, porém o nascimento da decoração “moderna” os levou para as lojas de itens usados, as “junk shops”.

Os espelhos foram recuperados, meticulosamente cortados para se encaixarem e pendurados na parede criando uma superfície fragmentada, que os aproxima do campo da pintura. Expostos dessa forma os espelhos vão perdendo sua neutralidade e começamos a comparar as sutis diferenças em suas superfícies, de maneira semelhante à que examinamos a superfície de uma pintura.

Essa obra poderia ser entendida –assim como a peça de chão- como uma contribuição aos preceitos de um minimalismo tardio. No entanto, a esquizofrênica combinação dessa estética e da história e status dos materiais criam uma beleza inquietante e um rompimento momentaneamente libertador.

Henry Krokatsis nasceu em Londres em 1965. Atualmente vive e trabalha em Londres. Entre suas principais exposições estão as individuais: Goff and Rosenthal, New York, EUA (2010), “New Works”, Galeria Leme, São Paulo (2008); “See Better Daze”, David Risley Gallery, Londres (2008); “New Acquisition”, New Art Gallery, Walsall, Reino Unido (2006); e as exposições coletivas: “Reconstruction#3”, Sudeley Castle, Gloucestershire, Reino Unido (2008); “Interiors, Imoderni”, Miami (2007); “Scarecrow”, Averoff Foundation, Metsovo, Greece (2006). Suas obras estão em diversas coleções privadas e públicas, entre elas: New Art Gallery, Walsall, Reino Unido e Government Art Collection Reino Unido.