Galeria Leme

Português Instagram
+ Exhibitions

Rumor Regina Parra

10.01.09 _ 11.08.09

Rumor (06h14)

Mezanino: projeção de vídeos de Carla Chaim e Antonia Dias Leite

Na exposição individual Rumor, Regina Parra apresenta uma série inédita de pinturas criadas a partir de câmeras de vigilância, além de um site specific em que embaralha os papéis de vigilante e vigiado.

A mostra busca uma reflexão sobre controle e incerteza nos dias de hoje, e amplia a pesquisa que a artista iniciou na coletiva 2000eOito, em São Paulo.

Cidades, ruas e edifícios estão monitorados por CCTV. Há sempre uma câmera de segurança por perto. A sociedade do espetáculo é a sociedade de vigilância: luz, câmera e ação. Mas que ação é essa? O que, exatamente, a imagem registra?

Como escreve Arlindo Machado, em Máquina e Imaginário, “na tela dos monitores de vigilância, até mesmo o mais vulgar dos homens, como nos romances de Kafka, parece acometido de culpa; os cenários lembram insistentemente a paisagem de um crime que está prestes a ser cometido”.

Nesse território, todos são suspeitos e nada é certo. Nada. No trabalho de Regina Parra, as situações se revelam aos poucos, e nunca inteiramente – como um rumor, que se espalha sem confirmação nem desmentido, deixando um rastro de apreensão e receio.

Sobre a artista

Regina Parra, 28 anos, é formada em Artes Plásticas pela Faap. Estudou na École Nationale Supérieure des Beaux Arts, em Paris e na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, Rio de Janeiro. Cursou Artes Cênicas na ECA/USP e, por três anos, foi assistente de direção de Antunes Filho.
Em 2009, foi selecionada para a Temporada de Projetos do Paço das Artes, onde realizou a exposição individual Mise-en-scène. Neste mesmo ano, foi selecionada para o 37º Salão de Santo André e participou das coletivas Nouvelle Vague, curadoria de Jacopo Viconti, e Alcova, curadoria de Marcelo Campos, ambas na Galeria Laura Marsiaj, no Rio de Janeiro

No ano anterior, participou das mostras 2000 e Oito, no SESC Pinheiros em São Paulo; Arte Brasileira Contemporânea: 18 propostas, em Belo Horizonte; As Constituições do Brasil, no Museu de Arte Brasileira (MAB-Faap) em São Paulo; Grupo 2000e8, no Museu Victor Meirelles, em Florianópolis; Encontros com Arte: Pintura Contemporânea, na Escola São Paulo; entre outras. Recebeu o primeiro prêmio na 38a Anual de Artes da Faap, em 2006.