Galeria Leme

Português Instagram
+ Exhibitions

Division Richard Galpin

09.16.10 _ 10.30.10

Splinter VI, 2010

Galeria Leme tem orgulho em apresentar a exposição “Division” de Richard Galpin. A mostra apresenta novos trabalhos em grandes formatos da série “Splinter” e   também a primeira animação stop frame do artista.

Nas novas obras da série “Splinter”, a conhecida técnica do artista de remover parcialmente a emulsão da superfície das fotografias com um bisturi é levada a outro nível de detalhamento e fragmentação. Estilhaços da superfície fotográfica parecem explodir e implodir em direção a um vórtice central. Novas perspectivas são cortadas nas fotografias e envolvem o espectador em movimento e espaço dinâmico.

A fragmentação nas novas obras de Galpin sugere uma transformação total do ambiente urbano. Assim como o projeto New Babylon de Constant ou Architectural Fantasies de Iakov Chernikov, estes trabalhos não são tangíveis, plantas possíveis para a reformulação da cidade, mas sim impressões de um tipo totalmente diferente do ambiente urbano. Talvez como Chernikov escreveu sobre suas Architectural Fantasies, as obras de Galpin refletem ‘desejos ocultos’ do seu criador – construtivas e destrutivas.

Nesta exposição Galpin também apresenta seu primeiro trabalho produzido pelo corte de muitas cópias da mesma fotografia em seqüência. Na obra “Blink”, 157 cópias idênticas do horizonte de São Paulo foram individualmente cortadas e descascadas, usando a habitual técnica de Richard Galpin. Cada composição diferente na seqüência mantém apenas alguns pequenos elementos. Essa seqüência é a base para uma animação stop frame.

Tendo trabalhado com a galeria desde a sua inauguração, Galpin tem cultivado fortes laços com a Galeria Leme e com a cidade de São Paulo. Muitas das obras para a exposição são produzidas a partir de fotografias de São Paulo e esta é a terceira exposição individual de Galpin na galeria.

Richard Galpin concluiu recentemente sua primeira obra pública para o High Line em Nova York – um novo parque elevado construído numa antiga via ferroviária. Este ano, ele também produziu uma obra comissionada pelo New York Times, e seu trabalho deverá ser incluído na próxima publicação Rizzoli editada por Marla Hamburg Kennedy, intitulada New York: A Photo Graphers City. Seu trabalho está atualmente em exposição nas galerias de fotografia do Victoria and Albert Museum, em Londres. Vive e trabalha em Londres.