Galeria Leme

Português Instagram
+ Exhibitions

Desenhos Lúcia Nogueira

05.26.11 _ 07.09.11

Sem Título, 1990

“Seu trabalho se revela, não se explica”, Adrian Searle

A Galeria Leme apresenta o trabalho de Lucia Nogueira, serão exibidos 28 desenhos e aquarelas. Esta será a primeira  exposição da artista no Brasil.  Lucia Nogueira nasceu em Goiânia em 1950, mas viveu e trabalhou em Londres onde faleceu em 1998.

Lucia Nogueira estudou Comunicação e Jornalismo em Brasilia. Em 1975, ela viajou a Londres para visitar seu irmão que estudava na Slade School of Art, e decidiu ficar. Cursou inicialmente a Chelsea School of Art e em seguida a Central School. Iniciou sua carreira pintando grandes telas expressionistas, mudando para a escultura na década de 80.

Na época de sua morte aos 48 anos de idade, Lucia Nogueira era uma das principais referências da escultura no Reino Unido. Conforme escreveu João Fernandez “ Sua presença na cena da arte londrina era como um daqueles breves flashes de luz que não podem ser vistos, o trovão que não pode ser ouvido, mas que nos faz sentir  reverberando e transformando a dimensão de espaço em que estamos” . O artista Liam Gillick a descreveu “pegando coisas que estão próximas à mão e enchendo-as de maldade e magia “

Esta exposição é focada nos trabalhos de Lúcia Nogueira em papel. Somente quando ela abriu mão da escultura seus desenhos realmente criaram vida. São enigmáticos e carregados de malícia e inteligência.

Seus desenhos eram pontos centrais de sua prática, ela continuou desenhando até poucos dias antes de sua morte. Raramente fazendo referência à seu trabalho tridimensional, mas evidentemente são desenhos de uma escultora.  Seus desenhos mostram uma sensibilidade extraordinária entre massa e espaço. Há também força e vulnerabilidade, escuridão, luz, vigor e delicadeza.

“Meu modo de pensar está muito ligado ao Brasil. O jeito de escolher os objetos também. É algo ligado a minha infância  com a psique brasileira.Nosso  jeito de pensar não é linear como na Europa…. na arte você tem obviamente uma referência muito rica da história da arte. Nós não temos isso no Brasil. Desenvolvemos nosso senso visual diferentemente do modelo europeu. Eu não tive isso…nós apenas fazemos isso de um modo muito empírico, mesmo na arte”.

O trabalho de Lúcia Nogueira foi destaque no Museu Serralves em 2007/8 e Kettles Yard Cambridge em 2011. Seu trabalho faz parte de diversas coleções públicas e particulares no Reino Unido, Europa e Estados Unidos.

Colaboração: Anthony Reynolds Gallery